segunda-feira, 6 de abril de 2009

Bipolaridade

No último dia em que estive aqui pra postar, um sentimento muito grande de inferioridade junto com uma tristeza do tamanho do mundo, me fizeram sentir que eu de fato, tinha sido vencida. Eu não conseguia contem as lágrimas, pq me sentia vencida mesmo...eu explico:

Por mais difícil que seja, tenho que aceitar o fato: eu tenho depressão e pronto. Eu nunca quis falar isso aqui, porque nunca quis aceitar a idéia de que eu tinha depressão. Eu sempre achava, que 'depressão' era coisa de gente 'fresca' e que queria chamar a atenção para si mesma.

Mas então se eu achava que não era depressão, o que é que acontecia comigo?

Eu ODEIO chamar a atenção pra mim mesma, principalmente usando a doença pra isso. Tem gente que mora perto de mim, me conhece a anos, vem sempre aqui em casa, me convida pra ir na casa dela, e eu não sei nem a cor da casa da pessoa. Não é que eu seja antipática. Eu sou anti-social e pronto. E ser anti-social, nada tem a ver com ser 'antipático'...

Nunca gostei de ficar 'fazendo lama' na casa de ninguém...Sempre acho que vou atrapalhar ou incomodar. Mas além desse comportamento digamos, atípico, também existiam outros, da mesma ordem, mas que atingiam outras áreas da minha vida. Por exemplo, sempre fui muito ligada à minha família , e o fato de tê-los tão longe de mim (tenho um irmão que mora há 800 km's e o resto da família está a 1700km's de mim) isso me deixa em certo "pânico", pq não é tão fácil, vc ter a sua família que tanto ama longe de vc... Tbm existem algumas amizades, (que considero) sinceras que fiz aqui em Joinville, e que hoje estão distantes de mim...tem algumas que nem falam mais comigo! Isso tbm me deixa mto mal... Tive várias crises depressivas qdo eu era solteira, outras crises qdo fui morar sozinha e ainda outras qdo o meu filho nasceu ...Fiquei mto depressiva (graças a Deus, que desta vez foi um crise que durou mto pouco...) E qdo eu atingi o auge de 83 kilões, a dita 'depressão', que eu fazia questão de deixá-la 'dormindo' (mesmo que ela insistisse inúmeras vezes em querer 'acordar' e me dominar...), veio com tudo atropelando a minha vida, me fazendo vítima incapaz de qualquer ato de libertação... Entretanto, não sei como, algo dentro de mim, foi me resgatando bem devagarzinho, mas bem devagarzinho mesmo, à vida novamente. (...Era a mão de Deus, mesmo!)

Momentos EXTREMAMENTE alegres. Momentos EXTREMAMENTE tristes. Era assim, nessa montanha russa de emoções exageradas que se transformou a minha vida!

Num dia eu queria abraçar o mundo, e dizê-lo, que 'EU SOU MAIS EU!!!', e 'QUEM É VC, Ó MUNDO, PRA ME VENCER? EU SOU INABALÁVEL!!!"
Noutras vezes, eu me sentia uma formiga, diante do elefante que é o mundo. Sentia-me, frustrada até mesmo com a minha própria imagem no espelho. Apesar de ter eliminado quase 12 kilos ( e de estar bem melhor, mas ainda bem longe de estar com o corpo que eu queria), eu olhava a minha imagem no espelho, e via-me como uma mulher, com no mínimo 100 kilos, gorda, fraca, infeliz, insana, incapaz, inútil, imprestável...Tamanha é a distorção que a depressão me causava, e que eu estava em relação a minha própria imagem!!! Eu não conseguia enxergar nada de bom que eu tinha, como o meu filho com perfeita saúde, o meu marido procurando estar ao meu lado, o conforto e a estabilidade do meu casamento... Nada! Eu só enxergava os 'meus problemas'(que na verdade existem na minha cabeça).

Vendo então, que dia após dia, apesar de eu procurar 'mostrar-me', bem, com as idéias em ordem, e tentando seguir uma rotina diária pra não sair dos trilhos, mas mesmo assim, existindo um conflito interno contra o meu próprio 'eu'...Foi aí que resolvi procurar ajuda médica.

Com eu disse no início do post, eu nunca quis aceitar o fato de ter depressão. Achava uma frescura. E mesmo sabendo que a depressão já foi diagnosticada como uma 'doença', e que o meu diagnostico foi dado por um profissional capacitado nessa área, eu ignorei.

Ignorei o diagnóstico do médico.
Ignorei a 'doença'.
Ignorei a mim mesma.
E agora vou pagar um preço ainda maior, por ter tido tamanha ignorância!
O resultado dessa minha ignorância mudou de nome. Agora não chama-se mais 'Depressão'...
Agora o nome é: 'Transtorno Bipolar"


Não precisa nem dizer que fiquei arrazada. Caí na cama, não quis mais saber de fazer RA, nem do blog. Tbm me deixei jogada às 'traças' no fim de semana.
O médico deu-me a notícia na 4ª feira e só na 5ª feira é que 'caiu a ficha', e junto, a fase depressiva da DOENÇA, me jogou na cama. A impressão que eu tinha, era de que eu era um 'extra-terrestre' (com TRIPLA personalidade: a minha, a da fase depressiva e a da fase eufórica), e que por isso, era a única pessoa diferente no mundo! Resultado: Orgias alimentares uma atrás da outra!!! Da cama pra cozinha, e da cozinha pra cama. Esse foi o meu trajeto do meu fim de semana.

E hoje? Após alguns dias de altos e baixos, sentindo-me a pior das criaturas, parece que a fase depressiva está se esvaindo... E a Mya 'normal' está entrando em jogo novamente.
Não vou mais chorar! (Pelos menos por enquanto!) Chega! Vou aceitar e pronto. Tomar a medicação prescrita pelo médico e tentar viver como uma pessoa 'normal'. Lutei demais, resisti demais, e as coisas só pioraram...
Mas o pior já passou: Sou Bipolar e pronto! Isso faz de mim alguém diferente? Faz! Mas faz, da mesma forma, que faz de um diabético, de um aidético, de uma pessoa com câncer ou de uma pessoa resfriada ... pessoas diferentes! São doenças...cada uma com a sua característica, gravidade e consequências, diferentes uma da outra. O ponto 'x', é saber lidar com a sua doença.
Eu quero lutar. Eu quero conseguir. Eu vou lutar. Eu vou conseguir! Ou...pelo menos tentar!
Devo ter engordado, mas não vou me pesar. Só na 6ª pra não sair da rotina da RA. Mas começo arregaçando as mangas e querendo lutar de novo...

Agradeço muito o carinho de vc's que passaram por aqui no fim de semana e deixaram o seu carinho em forma de letras ...Saber que plantei algo bom no coração de vc's, e que de alguma forma consigo ajuda-las, é uma das coisas que me ajudam a resgatar a minha auto-estima e me dar forças pra continuar!. Vc's tornaram-se parte do meu 'tratamento'...
Obrigada de coração!

Bjs

Mya

Update: Fui levar meu filho agora pra escola e não resisti. Tive que passar na farmácia pra me pesar. O Resultado do descontrole alimentar do fim de semana (devido ao desequilibrio emocional total) foi de 1,7 kg A MAIS! Portanto: volto aos 73 kg! Agora...é respirar fundo, juntar os cacos que sobraram e recomeçar!

10 comentários:

Ana Carolina disse...

Querida!! Você enfrenta uma barra mesmo... É muito difícil, não pela doença, mas pelo fato de se sentir diferente das outras pessoas... Eu sei que também tenho depressão, apesar da minha ser bem mais leve que a sua e ser gerada, basicamente pela ansiedade que, ultimamente, tem se tornado minha pior inimiga... Estou ansiosa pelo minuto seguinte das coisas, fico ansiosa pelas pessoas, pelas coisas e isso me maltrata... Por isso também, assim como estou hoje, fico me sentindo uma pessoa terrível... Estou trabalhando, mas já fico pensando o que pode acontecer com aquela vírgula fora do lugar que deveria...
Mas fique tranquila amiga, pelo que percebi sua força de vontade é maior que tudo!!! Persiga sempre ela e seja feliz!!!
Beijos

ge 40 graus disse...

Mya, fica triste não, procura uma segunda opinião, uma terceira, hoje em dia todo mundo é bipolar, diferente sou eu que sou tripolar!!! Força na peruca, conto com sua persistência, beijos, Ge.

cintia disse...

Oi Mya, sei que está triste mas não encare isso como sendo o fim do mundo! É só uma fase e com tratamentos vc vai ficar super bem! Espero que vc consiga encarar bem esta nova fase de sua vida e q tenha sempre forças pra lutar! Admiro mto vc! grande beijo no coração!!!

Myrtis disse...

Ei...O mundo nao acabou amiga!! Quem nao tem problemas??? Todos temos, mas isso nao vai te deixar abater...Enfrente isso como uma coisa simples, pq afinal, vc é forte.....bjim

Taty Carioka® disse...

Parabéns,por sua coragem em relatar o motivo do seu sofrimento.

Ainda bem que vc foi ao médico e descobriu o real problema.

Hoje em dia o problema é tratado com terapia e medicamentos.

Vc vai ser mais forte que isso.
Converse com especialistas e bola pra frente!

Muita Paz no seu coração,beijaum

Pri - de Lacinho disse...

Oi Mya,
fico feliz por você ter resolvido encarar o problema de frente e vindo aqui desabafar conosco! É assim que vc vai conseguir sair dessa amiga!
Eu já tive depressão, e talvez seja um pouco bipolar também, e sei que isso não é frescura, de jeito nenhum, é um problema e é sério! Mas graças a Deus tem tratamento! E você está no caminho certo. Toma a medicação certinha, que logo logo você vai se sentir melhor.
Muita força pra ti,
bjossss

Eu Digo (Bettinha) disse...

Li atentamente o seu desabafo e o que posso dizer a você que mesmo com o diagnóstico de um especialista, você NÃO É bipolar e sim ESTÁ bipolar.
ESTÁ porque é uma doença que pode ser tratada, controlada e afastada de vez da sua vida, e não uma patologia crônica que é aquilo ali e pronto!

Já tive depressão profunda, por uma série de coisas e problemas, fui ao fundo do poço e fiquei lá até o momento que decidi que pra mim já tinha dado, que ninguém iria passar lá e jogar uma cordinha pra eu me agarrar. As pessoas até tentam ajudar mas elas tem o limite delas, que é diferente do nosso limite e por conta disso, muitas se afastam, porque acham sim que é frescura, não tem paciência, não querem ser solicitadas enfim SOMEM.

Resumindo, você pode sair dessa sim com uma força que nem vc mesma sabe que tem e o melhor, tem tudo pra não voltar a tê-la.
Vai aprender aos poucos a viver e mantê-la afastada e a não se prejudicar quando ela aparecer!

Te desejo forças... controle...discernimento e o melhor A VIDA!

Simbora, seguir em frente em busca de melhores resultados pra daqui 15 dias?
Tõ esperando vc rs

Bj

Dani disse...

Mya, minha florzinha! Como eu entendo você! Bom, gostaria de conversar muito sobre o assunto, mas infelizmente só tenho este espacinho aqui... Vou te contar uma coisa, não sei se vai ajudar, mas as vezes nos consolamos olhando que as outras pessoas tb passam por problemas... Bom, tive depressão, mas não acredito que essa bichinha se cure. Ela apenas adormece e sempre que acorda volta mais brava...Hoje estou com ela adormecida, mas morro de medo de que ela reapareça...Sabe pq? Pq minha vida é cheia de altos e baixos.E sabe pq disso? Porque meu marido tem bipolaridade e só agora, depois de uma quase separação ele resolveu se tratar. Mas isso não é tudo... Há um mês atras descobrimos que meu filho de 11 anos tb tem o mesmo que o pai...Eu sofro com isso, amiga... sofro, sofro e sofro...queria que fosse eu e não pessoas que eu amo a passarem por isso...
Se quiser conversar melhor, vamos nos encontrar no msn... e conte comigo pro que precisar...
Só te digo uma coisa: existe tratamento e a qualidade de vida que vem com ele é tudo que a pessoa precisa. Você vai ficar bem!
Beijossssssss e muita força!

Anabela disse...

Oi meu amor,

Olha, me identifico muito contigo em vários pontos do post.
Eu tenho uma depressão mal cuidada, crises frequentes de ansiedade...quando deixo os medicamentos e a ansiedade dispara, chego a ter ataques de pânico ....e não é frescura. Eu também tinha essa visão da doença, mas era uma auto negação.
É doença sim. Temos que cuidar. A psicoterapia me ajudou imenso, mas não posso larga os medicamentos da depressão e às vezes, tenho que tomar comprimido para dormir ou então a noite fica em branco para mim, aumento a ansiedade e a cabeça fica pisando os problenas e será pior!!!!
Não deixes de te cuidar.
Eu aparento muito alegria, e sou, sou mt animada, forte, mas muitas vezes por dentro, o negócio é outro...
Mya, toma a medicação, segue o conselho do médico e não te isoles ok?
Força
MIl beijos de carinho

Fernanda disse...

Querida Mya.

Sei na pele o que está passando com a bipolaridade. Já faz uns 4 anos que fui diagnosticada com esta e doença e sofro muito. E por mais que as pessoas tentem compreender é muito difícil conseguir esta compreensão completa. Porque uma pessoa que é cega você sabe qual é a limitação dela ou que tem uma perna aputada etc...... Tem doenças que as limitações estão vísiveis outras, como a nossa, não. Com certeza o tratamento para bipolaridade está muito avançado e pode nos trazer uma vida bem melhor. Eu neguei o tratamento várias vezes e isso só me fez piorar. Boa sorte queria Mya, se quiser conversar comigo meu msn é f.linares25@hotmail.com
Beijos Fernanda